Falar de consumo conciente passa pelo seguinte princípio. Devemos perguntar à nós mesmo, antes de comprar algo: Eu realmente preciso disto? Se sim, eu preciso disto agora? Afinal não podemos deixar de ser consumidores, pois o mercado e a sociedade hoje nos colocam como refém desta roda, mas podemos ter sabedoria para usarmos nossos recursos com intelência, e não ter atitudes impulsivas.